Sindicato de Atletas São Paulo

Garantia de segurança do trabalho na justiça

Após o episódio da invasão de torcedores ao Centro de Treinamento do Sport Club Corinthians Paulista, ocorrida em fevereiro de 2014, o Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo propôs ação judicial em que requeria providências quanto a garantia da segurança dos jogadores trabalhadores.
 
O problema era definir a responsabilidade quando ocorresse este tipo de evento. Embora para o Sapesp fosse claro de quem era esse dever os clubes se eximiam quando imputavam a terceiros a responsabilidade e nessa confusão os atletas ficavam desprotegidos.  E o acordo vem corroborar a posição sempre defendida pelo  sindicato.
 
Em juízo as partes entabularam acordo judicial para garantir formalmente que episódios desta natureza nunca mais se repitam e que os atletas tenham total tranquilidade em relação a segurança do trabalho.
 
A conciliação foi efetivada nos autos e, com o acordo, o Corinthians se comprometeu a não autorizar nem facilitar o acesso, mesmo que breve, de pessoas estranhas ao elenco e aos profissionais de apoio, tanto em locais de trabalho, preparação ou espera, tais como centros de treinamento, salas de imprensa, saguões, vestiários, ônibus, salas de embarque, hotéis e demais lugares em que os atletas permaneçam à disposição do empregador.
 
O clube se comprometeu, ainda, a dedicar proteção particular aos jogadores quanto a eventuais investidas de torcedores, organizados ou não, haja vista serem eles parte inerente do contexto social em que se enquadra o futebol, principal parte de sua atividade esportiva.
 
Essa conciliação efetivada perante a Justiça do Trabalho abrange indistintamente todos os atletas integrantes das equipes profissionais que atuam ou atuarem pelo clube, de modo a protegê-los física e psicologicamente no desenvolvimento de suas atividades.
 
Na opinião do departamento jurídico do SAPESP "Houve um avanço muito grande com a conciliação, visto que, a partir de agora, o Corinthians se comprometeu perante a Justiça do Trabalho a dar efetiva segurança aos seus jogadores empregados, em todos os ambientes de trabalho, principalmente em relação aos seus torcedores".
 
Na última segunda-feira (17/08), o São Paulo Futebol Clube foi notificado pelo Sindicato de Atletas após os carros de alguns jogadores serem atingidos por chutes na saída da partida contra o Goiás, válida pelo Campeonato Brasileiro de 2015.
 



« VOLTAR


Outras Conquistas

Intervalo mínimo entre partidas de futebol

Certificado de Monitor para ex-atletas

Inédito: Sindicato bloqueia cota de TV

Perda de Pontos aos clubes devedores

Criação da Federação Nacional de Atletas

Férias de 30 dias para os atletas

Garantia ao Direito de Arena

Fim da Lei do Passe no Futebol Brasileiro

Participação na elaboração da Lei Pelé

2ᶛ Liminar obtida na Justiça do Trabalho: caso Muller vs São Paulo


Veja todas as conquistas
UGT
EDUCATLETA
SOCCER DIGITAL
IBRADESPOR
DIREITO EC
Expressão Paulista
FutBrindes