Sindicato de Atletas São Paulo
MKT/Comunicação

No Dia Mundial de Combate ao Câncer de Pele, Sindicato de Atletas SP alerta jogadores e critica jogos às 11 horas

01 de maio: a data chama a atenção para o perigo à exposição solar e a importância das ações preventivas durante treinos e competições

01, MAIO 2019 às 11:07:22

No dia do trabalhador, Inter de Limeira e Santo André disputam a final da Série A2 debaixo do forte sol do meio-dia (Foto: Alexandre Battibugli/FPF)

Por Myrian Souza | Da Redação

Velocidade, técnica, tática, bom preparo físico e resistência são alguns dos principais desafios que os atletas enfrentam em campo, não somente durante os jogos, mas também durante os treinos. Mas, quando falamos em resistência, devemos lembrar que a exposição ao sol e às altas temperaturas são os maiores desafios enfrentados em campo, prejudicando o desempenho, e acima de tudo a saúde.

Os horários de treinos e competições fazem toda a diferença para o desempenho e saúde do esportista. Submetê-los aos horários cujas temperaturas são as mais altas do dia trazem sérios riscos de doenças de pele e interferem na temperatura interna do corpo, podendo levar o atleta a sofrer lesões neurológicas, ocasionando o coma ou até o óbito.

Jogos marcados para início às 11h submetem os profissionais à exposição ao sol e ao calor no período mais crítico do dia, chegando a ser algo desumano. São duas horas, no mínimo, de exposição em que o jogador permanece correndo riscos desnecessários, ao contrário do que se houvesse mais sensibilidade por parte das entidades organizadoras em ponderar os horários das partidas.

Sempre preocupado em cuidar da categoria em todos os aspectos, o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo comprou esta briga e vem se manifestado junto às entidades organizadoras das competições (CBF e Federação Paulista de Futebol), como também aos clubes para que os horários de exposição dos esportistas sejam formatados adequadamente.
 
“Como incansáveis defensores dos profissionais do esporte, não podemos ignorar tanto desrespeito, não somente ao profissional que é, mas também ao ser humano, que se esforça para dar o seu melhor dentro e fora de campo. Nós vamos continuar lutando em prol da categoria, sempre prezando pelas melhores condições para o desenvolvimento e, acima de tudo, para a saúde do jogador.”, destaca Rinaldo Martorelli, presidente do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo.

Atleta do Botafogo-SP treina sob sol forte de Ribeirão Preto. Horários de treinos e jogos colocam em risco a saúde dos atletas. (foto: Botafogo-SP)

Apesar disso, o atleta também precisa fazer a sua parte e estar atento aos cuidados com seu corpo e com sua saúde. Muitos não se protegem adequadamente e, o resultado disso, pode ser o envelhecimento precoce e o câncer de pele. Os cuidados com a pele não podem ser deixados de lado, tornando o protetor solar um item fundamental para o dia a dia.
           
Veja algumas dicas de esportistas que se previnem contra a irradiação solar.

 

 
ALERTA PARA TODAS AS ESTAÇÕES
Mas atenção! Não pense que esses cuidados devem ser tomados somente nas estações quentes do ano. Durante o outono e inverno, o sol também é prejudicial à pele, exigindo os mesmos cuidados. Mesmo nos dias nublados, até 80% da radiação ultravioleta pode atravessar as nuvens e atingir a Terra, tornando essencial proteger a pele diariamente.

Um grande mito é presumir que pessoas de pele escura não têm risco de câncer de pele. Apesar de a incidência ser bem menor do que nas pessoas de pele clara, as de pele escura possuem maior proteção contra a radiação ultravioleta. No entanto, elas também podem ser acometidas pelo câncer de pele e devem proteger a pele sempre.

Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) apontam o surgimento de aproximadamente 165 mil novos casos de câncer de pele no Brasil em 2018, sendo 85 mil em homens e 80 mil em mulheres.  Ainda de acordo com o instituto, o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Se detectado precocemente, apresenta altos percentuais de cura.

Em nossa rotina, não temos ideia de como estamos expostos diariamente à irradiação solar. Um estudo da Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, revelou a existência de uma relação entre o hábito de dirigir e a incidência de câncer de pele. Os resultados apontaram que pessoas que dirigiam apresentavam câncer de pele facial no lado esquerdo, exatamente o lado da janela do motorista, principalmente entre homens.
           
O resultado desta pesquisa chama a atenção das pessoas para a importância em se proteger a pele e também das empresas fabricantes de automóveis para a colocação de vidros com proteção contra os raios ultravioletas. Além do rosto, as mãos ao volante do carro também permanecem expostas ao sol e precisam ser lembradas diariamente na hora em que se aplica o filtro solar.

No esporte, a situação é ainda mais preocupante, já que a exposição ao sol é diária e constante na rotina de um esportista. O uso do filtro solar é uma questão de saúde. “Todos nós devemos ter consciência sobre os perigos da irradiação, e que o protetor solar é uma poderosa arma no combate ao envelhecimento e principalmente, ao câncer da pele, uma doença que faz milhares de vítimas no país a cada ano. O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo está junto com você, apoiando e lutando para que suas condições de trabalho em jogos e treinos sejam as mais adequadas, minimizando os riscos à sua saúde. “Gente que cuida de gente” é a nossa inspiração para cuidar de você”, alerta Martorelli.  
 
Sun Players: uma inovação no segmento de proteção solar para atletas
 
E os cuidados não param por aqui. Em mais uma iniciativa inovadora, o Sindicato de Atletas de São Paulo idealizou uma alternativa focada especialmente para os profissionais do esporte. "Fomos ao mercado da indústria cosmética buscar um parceiro com tecnologia de ponta para desenvolver um protetor solar adequado à prática esportiva. Baseado na frequente exposição dos atletas ao sol, a D’gart Prime Cosmetics apostou na ideia e criou o Sun Players, um protetor solar elaborado cuidadosamente para esportistas, que precisam se prevenir contras as radiações ultravioletas. Previsto para lançamento em breve, o produto estará disponível nas principais redes de varejo e proporcionará total conforto com ação prolongada por até cinco horas", explicou o sindicalista. 

Com fator de alta proteção (FPS 50), o produto é resistente à água, não se mistura ao suor e não escorre, garantindo segurança ao atleta durante os treinos e jogos. Além disso, o Sun Players terá ação hidratante, dupla proteção (contra raios UVA e UVB) e toque seco, ao contrário de outros produtos do mercado que deixam no rosto aquela sensação de oleosidade.

"Essa é mais uma iniciativa do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo, que está sempre em busca de informação, conhecimento e soluções para a excelência do desenvolvimento da carreira e da vida pessoal dos esportistas", completou. 
           



Saiba mais sobre o câncer de pele e como prevenir:

 
Instituto Nacional do Câncer – Ministério da Saúde – Governo Federal
https://www.inca.gov.br/
 
Sociedade Brasileira de Dermatologia
http://www.sbd.org.br/





« VOLTAR




Mais sobre MKT/Comunicação


Últimas do Sindicato


UGT
EDUCATLETA
SOCCER DIGITAL
IBRADESPOR
DIREITO EC
Expressão Paulista
FutBrindes