Sindicato de Atletas São Paulo
MKT/Comunicação

Por que somos goleiros?

Eles falam sobre a paixão de atuar na posição mais difícil do futebol

26, ABRIL 2019 às 21:55:22

HUMBERTO PERON
Jornalista e goleiro

Acho que todo mundo quando vê futebol e não conhece o jogo se encanta pela posição de goleiro. A camisa é diferente, o uso das mãos, a possibilidade de salvar seu time e ser o herói. Uns perdem o encanto quando ficam alguns minutos no gol, mas no meu caso foi o oposto. Além de tudo isso que citei no início há a responsabilidade de não falhar, ao mesmo tempo de fazer o impossível e isso é uma sensação ótima, que se torna um vício.

Os goleiros de hoje são melhores do que nos anos 1980. Eles têm maior envergadura, tamanho, mas são mais ágeis. O treinamento, desde a base para quem joga no gol melhorou muito. Antes, se dizia que o goleiro chegava ao auge perto dos 30 anos, hoje o cara que sai da base já tem condições de atuar, pois ele foi formado como goleiro. Também nesses 30 anos passou a se exigir mais do goleiro. Hoje ele não é mais o cara que fica sob as traves. Se exige que ele seja um líbero, que comece as jogadas de ataque e participe como jogador de linha, recebendo as bolas e usando os pés.

ALTENIR LIMA
SC Vila Real-POR

Minha paixão por ser goleiro surgiu através de alguns amigos de infância que me incentivaram por ver que tinha potencial. e vendo também uma das referências no futebol entre os goleiros que foi o Júlio César, que na época jogava no Flamengo.

A mensagem que posso deixar para os que estão começando é: seja forte e corajoso. Essa posição requer e exige vai conseguir obter os aplausos e o reconhecimento merecido, e mesmo assim ter que estar pronto para o próximo dia.

APARECIDO POTI
Passo Fundo-RS

Essa paixão surgiu desde pequeno quando me colocaram no gol porque não tinha goleiro até que chegou a primeira bola e fiz uma defesa aí pronto (risos). Nunca mais sair de lá.

Meu conselho para os garotos que estão começando agora, amor acima de tudo, muita dedicação, muita força de vontade e não desistir nunca que as coisas acontecem. Porque é diferente de tudo.

JÚLIO CÉSAR BONFIM
Preparador de goleiros Sindicato de Atletas

Costumo dizer que jogar no gol é fácil, difícil é ser goleiro. Pois qualquer um pode se "disfarçar" de goleiro e ir para o gol, mas ser goleiro é pra poucos, requer responsabilidade, liderança, personalidade, equilíbrio além de muita disposição para enfrentar a rotina dos treinamentos, caso contrário desistirá antes mesmo de começar.

A paixão pelo gol surgiu cedo, desde que me entendo por gente. Assistia um jogo e prestava mais atenção nos goleiros. Desde os 12 ou 13 anos já jogava entre adultos em times de várzea e aos 14 anos um companheiro de clube bem mais velho (naquela época era normal atletas fazerem 'teste' no profissional) me convidou para ir com ele na Desportiva Ferroviária (Vitória-ES) para ser avaliado. E topei. Acabei sendo aprovado e ele não. E desde então a paixão foi aumentando, os goleiros que o clube tinha eram minha inspiração: no profissional, Rogério que depois jogou no Bahia, Rio Branco de Americana e Ronaldo que depois jogou no São Paulo Futebol Clube, entre outros.

MÁRCIO AGUIAR
Preparador de goleiros Sub-13 São Paulo FC

A paixão pelo gol começou desde pequeno com 6 anos, jogava futsal na linha, mas era muito ruim e um dia resolveram me colocar no gol e acabou dando certo, e aí peguei gosto pela posição.

Minha dica para os que começam agora é que estudem porque ninguém sabe o dia de amanhã. A carreira mesmo que dando certo é curta e no futuro você precisará iniciar uma outra profissão, como foi o meu caso. E que nunca desistam dos seus sonhos, acredite no seu potencial e vá em frente.
 



« VOLTAR




Mais sobre MKT/Comunicação


Últimas do Sindicato


UGT
EDUCATLETA
SOCCER DIGITAL
IBRADESPOR
DIREITO EC
Expressão Paulista
FutBrindes