NOTÍCIAS

NULL

Clebinho critica cartola e denuncia Bugre ao sindicato

GLOBOESPORTE.COM

Clebinho cansou de ficar em silêncio. Tratado como "dispensado" pela diretoria, que não conta mais com o jogador apesar de ele ter contrato válido até dezembro de 2013, o atacante acusou a diretoria do Guarani de não lhe pagar salários desde outubro do ano passado. Além disso, segundo o atleta, a cirurgia no joelho esquerdo, que estava programada para acontecer desde meados de janeiro, foi cancelada duas vezes pela falta de pagamento.

– Estou aqui, nunca ninguém chegou em mim para falar que não faço mais parte do grupo. Meu último salário foi em outubro e, mesmo assim, vou ao clube para trabalhar em dois períodos no departamento médico. Sofri um acidente que está prejudicando a minha carreira. A cirurgia foi marcada duas vezes e só não foi feita porque o Guarani não pagou (valor de R$ 7,2 mil) – disse o jogador, em entrevista à Rádio Brasil Campinas.

O suposto descaso do clube irritou Clebinho, que acionou o Sindicato dos Atletas para conseguir fazer a cirurgia. O atacante denunciou o Guarani pela falta de pagamentos, o que pode acarretar problemas no futuro. Pelo regulamento do Campeonato Paulista, o time que não pagar salários aos atletas pode até perder pontos.

Meu último salário foi em outubro. Tenho amigos no clube, mas também tenho uma filha de 11 meses para criar. A cirurgia já foi cancelada duas vezes porque o Guarani não pagou"

– Tenho amigos no Guarani, mas também tenho uma filha de 11 meses que preciso criar. A gente não trabalha de graça. Denunciei no sindicato e estou esperando a resposta. Também é o sindicato que está tentando me ajudar com relação a cirurgia. Porque com o Guarani não tem conversa – desabafou o atleta, que costuma falar com o gerente de futebol Isaías Tinoco, e não com o presidente Álvaro Negrão.

– Marquei uma reunião com o presidente, só que ele me deixou 50 minutos esperando. Quando finalmente me atendeu, disse que não poderia falar comigo. O Isaías até tenta fazer algo, mas as pessoas do clube não fazem o que ele pede. O Isaías me falou que está marcando uma cirurgia para mim em São Paulo, na Santa Casa. Mas isso não é nem pelo Guarani.

A trajetória no clube

Clebinho foi contratado pelo Guarani em maio de 2012, como opção para substituir Fabinho. Com a venda do atacante para o Cruzeiro, o jovem oriundo do Botafogo-SP virou titular, mas não teve uma grande sequência. Logo machucou a coxa direita e desfalcou o Bugre por seis meses. Mesmo quando foi liberado pelos médicos, o atleta conviveu com mais contusões. Chegou, inclusive, a atuar com dores na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro.

Nas férias de dezembro, Clebinho sofreu um acidente e machucou o ligamento cruzado do joelho direito. Irritado com o excesso de lesões do atacante, o presidente Álvaro Negrão afirmou que não tinha interesse em mantê-lo no clube e confirmou sua dispensa, ao lado de outros jogadores – como Robinho, que também viveu muito tempo machucado.

Compartilhar:

+ NOTÍCIAS

Jurídico

20240620175852_479

STJD reforma parcial pena de atleta por manipulação no Paulista Sub-23

Jurídico

post---assembleia-ata-e-video

Assembleia: ATA e vídeo disponíveis

Institucional

POST---COLUNA-MARTORELLI-RS

Tragédia no Sul e o futebol: paralisação é a solução?