NOTÍCIAS

Jurídico

Goleiro da Série D afirma ter sido vítima de racismo

REDAÇÃO SAPESP

Mais um caso de injúria racial tomou conta dos gramados brasileiros neste fim de semana. O goleiro Igor, do Operário-MT, afirmou ter sido chamado de macaco por três vezes em partida contra o Tombense, válida pela Serie D do Campeonato Brasileiro.

Revoltado com a situação, o goleiro delatou as ofensas ao árbitro Antonio de Carvalho Schneider, que nada fez. Foi então que resolveu chutar a bola para a arquibancada e acabou expulso.

"Já no aquecimento começaram a tirar sarro de mim, chamando de Aranha' e negão'. Depois foi ficando mais pesado", disse ele, em entrevista por telefone à Folha de São Paulo.

Após deixar o gramado, Igor foi a delegacia registrar um boletim de ocorrência. Um dos torcedores foi identificado e preso, mas depois liberado.

Por ter sido expulso, Igor será julgado e pode também ser suspenso.
 
"Nunca fui expulso na carreira. Nunca pisei no STJD. Eu fui colocado em uma situação humilhante e ainda vou ser julgado?", questiona.

Compartilhar:

+ NOTÍCIAS

Jurídico

post---assembleia-ata-e-video

Assembleia: ATA e vídeo disponíveis

Institucional

POST---COLUNA-MARTORELLI-RS

Tragédia no Sul e o futebol: paralisação é a solução?

Institucional

POST---ASSEMBLEIA-MAIO-2024-2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA – 15/05