NOTÍCIAS

NULL

Argentina cria programa de benefícios a atletas recém-aposentados

REDAÇÃO SAPESP
 
O presidente da Federação Internacional de Futebolistas Profissionais – Divisão América,  Rinaldo Martorelli , participou nesta terça-feira (09/04) do lançamento de um programa inédito no futebol sulamericano criado pela Associação Argentina de Futebol (AFA) em parceria com a Associação Argentina de Jogadores e a FIFPRO.
 
Chamado de Programa Social dos Futebolistas Profissionais, a medida proporcionará aos atletas que encerram a carreira um salário mínimo por ano atuado, ou seja, se o atleta jogou 10 anos receberá a partir da homologação da aposentadoria um salário mínimo durante dez meses.

"O fundo inicia com aporte de dois milhões de dólares. É um projeto de vanguarda para que outros países adotem a mesma medida. Aqui no Brasil trabalhamos já há um tempo tentando essa medida, a diferença está no número de atletas que temos, muito maior que os argentinos", explica Rinaldo Martorelli, presidente da FIFPRO.

 
Realizado no alojamento do campus e desportivo da AFA, em Ezeiza, o programa foi apresentado pelo presidente da casa, o Sr. Julio Grondona, ao lado do Diretor de desenvolvimento estratégico da FIFPRO, o argentino Sergio Marchi. (Marchi foi nomeado para o cargo na última Assembléia Geral da FIFPRO, realizada no mês de março, em São Paulo).
 
O evento contou com a participação de mais de 600 atletas das três divisões do futebol local e recebeu total apoio dos jogadores. Os criadores acreditam que outros países copiarão o modelo.
 
Pela Divisão América da FIFPRO, participaram também:  David Paniagua – Secretário Geral, Carlos Soto – Secretário de Finanças e representantes da Fabol, da Bolívia.
 

Compartilhar:

+ NOTÍCIAS

Jurídico

20240620175852_479

STJD reforma parcial pena de atleta por manipulação no Paulista Sub-23

Jurídico

post---assembleia-ata-e-video

Assembleia: ATA e vídeo disponíveis

Institucional

POST---COLUNA-MARTORELLI-RS

Tragédia no Sul e o futebol: paralisação é a solução?